Um mito popular do Egito antigo narra a história da trágica rivalidade que se dá entre dois deuses irmãos, o virtuoso Osíris e o perverso Seth, e é seguida por uma disputa entre Seth e Hórus, o filho de Osíris.

O mito era bem conhecido porque tratava do governo do Egito e também porque a história da morte e renascimento de Osíris dava às pessoas a esperança de viver após a morte.

O mito

O primeiro rei do Egito foi o deus Osíris que tomou sua irmã Ísis como esposa. Era um bom rei, muito amado pelo povo, e Ísis era uma rainha querida, mas Osíris tinha um irmão violento e perverso chamado Seth que tinha ciúme de seu poder e desejava Ísis. Para se livrar de Osíris, Seth enganou o rei fazendo-o entrar em baú de madeira, o qual lacrou e atirou ao Nilo.

Osíris estava morto quando Ísis encontrou o baú, mas ela conseguiu recolher o corpo do rei. Quando Seth descobriu o que Ísis fizera, esquartejou o corpo de Osíris em muitos pedaços.

Ressuscitando Osíris

Ísis decidiu reconstruir o corpo de Osíris, com a ajuda da irmã Néftis, que era a mulher de Seth, recolheu os pedaços do corpo, juntou-os e amarrou-os bem apertados, fazendo assim a primeira múmia.

Depois transformando-se numa ave de rapina (um milhafre), ela sobrevoou o corpo batendo as asas para lhe dar o sopro da vida. Osíris conseguiu respirar e permaneceu vivo tempo suficiente para engravidar Ísis.

Mais tarde, Osíris partiu para morada dos mortos. Ísis, então, fugiu de Seth, levando com ela uma guarda de sete escorpiões.

Enquanto fugia, Ísis foi maltratada por uma mulher rica, que violou as leis da hospitalidade, e um dos escorpiões picou o filho da mulher. Ísis ficou com pena da criança e usou sua magia para curá-la. Mais tarde, quando teve o próprio filho, Hórus, a criança também foi picada por um escorpião e Ísis, que usara todo seu poder não pôde curá-lo. Felizmente, Rá, o deus-sol, viu o desespero de Ísis, apiedou-se e enviou Thoth, o deus da Lua, para curar Hórus.

Hórus e Seth

Nesse meio-tempo Seth usurpara o reinado do Egito. Quando Hórus cresceu reclamou o trono e lutou com Seth muitas vezes. Em uma ocasião Seth cegou Hórus enquanto dormia. Quando Ísis encontrou seu filho cego, cuidou dele e restaurou-lhe a visão, então, Seth tentou violentar Hórus e disse aos outros deuses que o jovem não merecia ser rei porque dormira com ele. Mas os deuses descobriram que Seth mentia.

Finalmente, Seth desafiou Hórus para uma corrida de barcos, insistindo em que os barcos usados na corrida fossem feitos de pedra. Hórus enganou o tio, usando um barco de madeira pintado para parecer de pedra. O barco de Seth afundou e, em sua ira, Seth transformou-se num hipopótamo e afundou o barco de Hórus. Mas os deuses finalmente reconheceram que Hórus era merecedor do trono e fizeram-no rei, mandando Seth para o exílio.

Deixe uma resposta