deusa-maat

Maat é a egípcia Neter * , deusa da verdade, justiça, retidão, medida e equilíbrio. É representada como uma jovem e bela mulher com uma pluma, seu símbolo, na faixa em torno da cabeça. É a filha de Rá, o deus-sol, e esposa de Thot (Tehuti), o escriba dos deuses com cabeça de íbis e a quem ela ajudou na criação.

Na sala de julgamentos de Osíris, o Rei morto e ressuscitado, o coração dos mortos, é colocado em um dos pratos da balança de Anúbis, o quia dos mortos com cabeça de chacal, e a pluma de Maat é colocada no outro. Se o coração não for mais pesado que a pluma e não estiver queimado pelo pecado, a alma vai para a Amenta, o paraíso egípcio. Se o coração pesar mais do que a pluma, o pecador é devorado por Sebekh, o deus-crocodilo ou, conforme certas representações, por Ammet, uma besta como a Quimera.


* O termo neter significa “princípio”, e indica que os Iniciados egípcios encaravam suas divindades não como deuses no sentido de entes imortais a serem adorados, mas como ideias e qualidades a serem venerados e praticados.

 

Deixe uma resposta