No começo, existia somente um grande vazio negro chamado Caos. Desse vazio surgiu a força criadora. Cada relato grego da Criação dá um nome diferente a essa força. Em alguns, ela era uma deusa chamada Eurínome, que copulou com uma serpente primordial chamado Orfeão para iniciar o processo da criação; noutros, era Gaia, a mãe Terra.

O Ovo Primordial

Eurínome assumiu a forma de uma pomba e pôs um grande ovo ao redor do qual Orfeão se enrodilhou. Aquecido pela serpente, o ovo se chocou e dele saiu tudo o que existe: Urano, o céu; Órea, as montanhas; Ponto, o mar; e todas as estrelas e planetas. Gaia, a Terra, e suas montanhas e rios saíram do ovo também nesse momento. Quando tudo isso veio à existência, Eurínome e Orfeão foram para o monte Olimpo, onde estabeleceram sua morada. Mas Orfeão se declarou criador único do cosmo, e por isso Eurínome o castigou: primeiro lhe deu um pontapé e depois, como ele insistia em vangloriar-se, exilou-o para sempre na Morada dos Mortos.

A Mãe-Terra

Outros dizem que foi Gaia a criadora primordial. Ela e Urano, o céu, fizeram amor, e Urano lançou águas fecundantes sobre a superfície da Terra. Dessa união nasceram não só os lagos e oceanos como também as raças mais antigas que habitaram este mundo. Os primeiros foram os gigantes de 100 mãos, cada um com 50 cabeças e 100 braços que se ramificavam de seus ombros. Depois vieram os ciclopes, raça de gigantes de um olho só e mestres da metalurgia. Há quem diga que, mais tarde, eles atacaram o deus Asclépio e por isso o pai deste, Apolo, os matou.

Seus espíritos ainda rondam as cavernas abaixo do vulcão do monta Etna. Outros dizem que a força e a habilidade dos ciclopes assustaram Urano, que pensou que eles poderiam usurpar seu poder. Por isso, Urano os enviou para o Mundo Inferior, a Morada dos Mortos.

A raça mais importante gerada por Gaia e Urano foi um grupo de gigantes conhecidos como titãs. Eles se tornaram os primeiros regentes da Terra e formaram famílias com suas correspondentes femininas, as titânides. Seus filhos tornaram-se alguns dos deuses e deusas mais poderosos, como Hélio, o deus-sol, e Eos, a deusa da alvorada, filhos de Hipérion. Os mais influentes de todos foram os filhos de Crono, líder dos titãs, que se transformaram nas divindades do monte Olimpo.

 

Deixe uma resposta